icon Openstack

O OpenStack é um conjunto de ferramentas para a construção e gerenciamento de nuvens, sistema operacional cloud que vem ganhando adeptos no mundo todo. O fato de ser open source tem ajudado, já que centenas de empresas, entre elas a IBM, e mais de 17 mil indivíduos se dispõem a colaborar e compartilhar conhecimento para desenvolver o mais robusto e seguro sistema possível.

O OpenStack é escalável, flexível, adequado para pequenas ou grandes empresas e realmente eficiente na construção e administração de nuvens públicas e privadas. Com ele, é possível controlar servidores virtuais, redes e bancos de dados, administrando tudo através de um dashboard amigável. O controle é total, ao mesmo tempo em os usuários atuam com interfaces web.

OpenPower – Servidores Power da IBM

O OpenStack roda melhor na estrutura OpenPOWER dos servidores Power 8 da IBM. Isso porque a IBM está há anos investindo nessa tecnologia e orientando empresas a se tornarem mais competitivas com inovações abertas.

Baseando-se em padrões do Openstack, a linha de servidores Power se abre para o mundo das clouds com uma ampla relação de soluções para monitoramento e orquestração.

A IBM redesenhou as ferramentas de monitoramento para os servidores Power, o PowerVC e PowerVP para os padrões openstack, tornando-as possível de conexão através de APIs a outras ferramentas baseadas neste padrão, o que facilita sua introdução aos ambientes de Cloud.

O PowerVC é uma completa solução de gerenciamento de infraestrutura cloud as-a-services, projetado para tornar mais fácil construir e gerenciar recursos virtuais em um ambiente Software Defined ou, em uma infraestrutura de nuvem baseada nos servidores Power.

O IBM Cloud Manager ou ICM, produtos para start cloud, também são baseados nos padrões do OpenStack e apresentam como vantagem o suporte de gerenciar múltiplos hypervisors como: VMware, x86 KVM, PowerKVM, Hyper-V e ZVM. Desenvolvidos totalmente em padrões abertos como o Chef, Nova, Neutro e Kilo APIs, o que permite facilmente a integração com aplicações em OpenStack e com clouds públicas para a criação de um ambiente híbrido.

Seguindo na linha das opções open source, os servidores Power com base em Linux, também apresentam a opção de uma virtualização sem custo – o Power KVM, que nada mais é do que a versão do KVM com suporte aos servidores Power. Permite que os clientes que buscam redução de custos e isonomia de aplicações, possam ter um único virtualizador para servidores x86 e Power.

A IBM e a Qualität IT estão aptas a ajuda-los a planejar, projetar e implementar soluções abrangentes de cloud ao redor de Power, bem como, ambientes híbridos. Demonstrações em qualquer ambiente que você utiliza, podem ser agendadas em um dos centros de soluções IBM no Brasil. Fale conosco!